ANAJURE emite Nota de Repúdio ao incêndio do templo Axé Oyá Bagan

0

Click aqui e veja a Nota em PDF. 

Imagem

ANAJURE – Associação Nacional de Juristas Evangélicos, vem, através do presente expediente, expor seu repúdio ao incêndio do templo Axé Oyá Bagan (também conhecido como Casa da Mãe Baiana), de religião de matriz africana, ocorrido na madrugada de sexta-feira (27/11), no Núcleo Rural Córrego do Tamanduá, entre as regiões do Lago Norte e do Paranoá, no Distrito Federal.

Há suspeita de que o incêndio tenha sido motivado por intolerância religiosa. Diante disso, a ANAJURE, reafirmando seu objetivo institucional de defesa das liberdades civis individuais, especialmente da Liberdade Religiosa, considera que a prática da intolerância com qualquer religião ou prática filosófica é incompatível com a moral cristã e os ensinamentos evangélicos.

Lamentamos profundamente os danos materiais causados, mas repudiamos veementemente a violação à liberdade religiosa dos fiéis daquela comunidade e da profanação de um templo religioso. Apresentamos nossa solidariedade e relembramos que a ANAJURE é autora e está trabalhando para aprovar no Parlamento Brasileiro um Estatuto Jurídico de Liberdade Religiosa, que regulamenta esse direito fundamental aos fiéis de todas as religiões e combate a intolerância religiosa.

Destarte, deixamos assim registrada a presente Nota Pública.

Brasília- DF – Brasil, 30 de novembro de 2015.
 

assinaturas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui