BRASIL – Rio de Janeiro recebe II Marcha pela Vida

0

Caminhada

II Marcha Pela Vida, em defesa do Estatuto do Nascituro e de outros projetos pró-vida, ocorreu neste domingo (4), em Copacabana, no Rio de Janeiro. A marcha movimentou centenas de pessoas, incluindo autoridades políticas e religiosas, que se concentraram no encontro da Avenida Atlântica com a Rua Miguel Lemos e, em seguida, caminharam pela orla da praia até a Praça do Lido, divulgando mensagens pró-vida e exibindo faixas contra o aborto.

Em apoio ao movimento, a ANAJURE também esteve presente na Marcha e foi representada pelo Diretor de Assuntos Estratégicos da entidade, o jurista Zenóbio da Fonseca, que disse: “A caminhada pela Vida é uma marcha pacífica, onde muitas famílias proclamam a cultura da vida. É um importante instrumento de cidadania e sensibilização da sociedade para o tema, em especial, a aprovação do Estatuto do Nascituro – PL 478/2007 e demais projetos de Leis em tramitação no Estado do Rio de Janeiro com a temática da vida, como a PEC 54/2013 (Defesa da vida desde a concepção) e o Projeto de Lei nº 416/2011 que cria casas de apoio à vida, e de prevenção ao aborto e abadono de crianças”.

Segundo o Dr. Zenóbio, o atual governo brasileiro viabiliza ações que culminam no sentido de descriminalizar o aborto, criando políticas públicas de distribuição de remédios microabortivos, além da distribuição de cartilhas apontando que a mulher tem direito a abortar. “A grande mídia também vem fazendo campanha maciça para aprovação do aborto no Brasil, utilizando de mentiras e estatísticas manipuladas para induzir a população a erro. Mas todas as pesquisas mostram que a população brasileira é 92% contra o aborto”, afirmou.

Ainda segundo o jurista, o papel da ANAJURE e demais instituições que proclamam a defesa da vida é muito relevante, porque mostra para a sociedade esclarecimentos jurídicos e sociais sobre o tema, e mostra para os poderes públicos que entidades sérias, representantes de grande parcela da sociedade organizada, estão atentas aos valores, garantias e liberdade civis fundamentais. "O direito à vida da criança por nascer é uma garantia de liberdade civil fundamental que não pode ser violada, sob pena de relativização do direito a vida”, concluiu Zenóbio. 

A Marcha foi organizada pelo Movimento Nacional da Cidadania pela Vida – Brasil sem Aborto e contou com a participação de diversos cantores cristãos, além da cantora Elba Ramalho. O objetivo da marcha é a aprovação do Estatuto do Nascituro e também a coleta de assinaturas para a abertura da Casa de Apoio à Mulher.

Ligado à Marcha pela Vida, o deputado Arolde de Oliveira (PSD/RJ) reuniu cantores evangélicos em um café da manhã no Rio de Janeiro para conscientizá-los a respeito dos projetos de lei que vão contra a vida e a família. O encontro ocorreu na manhã do dia 24 de abril, em um restaurante da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. Na ocasião, o deputado falou aos convidados sobre seu trabalho político em defesa da família e sobre alguns projetos polêmicos como a legalização do aborto, da eutanásia, das drogas, da prostituição, entre outros. 

________________________________
Por: ANAJURE l Press Officer – Angélica Brito

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui