Como pessoas de diferentes nacionalidades se sentem quando o tema é religião?

0

A pesquisa “Global Attitudes” (Atitudes Globais) de 2015 observou como as pessoas ao redor do mundo se sentem sobre a religião.

A pesquisa descobriu que 98% dos etíopes, por exemplo, consideram a religião uma parte muito importante de quem eles são. Na Etiópia, quase todos os questionados disseram que a igreja ortodoxa etíope era uma parte muito importante de quem eles são.
 

map 1

Outra nação africana, Senegal, segue em segundo lugar. Na nação, que é predominantemente muçulmana, 97% da população considera a religião uma parte importante de quem eles são. Outras nações, onde 9 em 10 pessoas consideram a religião importante incluem Indonésia, Paquistão e Burkina Faso.

O cenário mais abrangente

De modo geral, a religião é mais importante para pessoas no mundo em desenvolvimento, com as maiores economias do mundo apresentando baixas porcentagens. Os Estados Unidos são uma exceção – um número em torno de metade dos americanos consideram sua religião uma parte importante de quem são.

Em muitos dos países poderosos do mundo, o número de pessoas que consideram a religião importante gira em torno de 20% ou menos. Por exemplo, no Reino Unido e na Alemanha, somente uma em cada cinco pessoas disse que a religião era uma parte importante de suas vidas.

Os chineses se sentem menos ligados ainda à religião – uma em cada 20 pessoas disse que a religião era importante.

O futuro da religião global

As populações e demografias globais em mudança verão o panorama religioso mudar significativamente até 2050.

Até lá, a população global muçulmana terá praticamente alcançado os cristãos, de acordo com o “Pew Research”. Reciprocamente, o número de pessoas que não possuem religião crescerá muito mais devagar. Isso resultará nessas pessoas representando uma porcentagem muito mais baixa da população global.

map 2

___________________________
Fonte: World Economic Forum
Tradução: Camilly Regueira l ANAJURE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui