FPMRAH e ANAJURE emitem Nota Pública sobre bombardeios na Síria

0

 

[Leia a Nota em PDF]

Nota

A FPMRAH Frente Parlamentar Mista para Refugiados e Ajuda Humanitária e a ANAJURE Associação Nacional de Juristas Evangélicos, por seus respectivos representantes, vem, através do presente expediente, expor ao Governo Brasileiro, à Comunidade Internacional e, sobretudo, à população civil da Síria, as suas condolências e o seu repúdio com relação ao que adiante se explicita:

1) Hoje (29/04), de acordo com agências de notícias, bombardeios em uma mesquita e uma clínica na cidade de Aleppo, norte da Síria, deixou cerca de 15 mortos. O atentado ainda não possui autoria conhecida, porém ocorreu em uma região atualmente controlada pelas forças do presidente sírio Bashar Al-Assad.

2) O bombardeio à clinica deixou vários feridos e ocorreu menos de 24h após outro ataque contra um hospital gerenciado pela ONG Médicos Sem Fronteiras (MSF) na mesma região. De acordo com o Observatório Sírio de Direitos Humanos, somente essa semana, cerca de 200 civis morreram.

3) Desse modo, expressamos o nosso repúdio a mais esses crimes bárbaros contra a humanidade cometidos na Guerra Civil Síria que entra em seu quinto ano de conflito ainda sem previsão de término, matando milhares de civis e deixando cerca de quatro milhões de refugiados.

4) Nós lamentamos profundamente os acontecimentos recentes na Síria e oferecemos as nossas condolências e sentimentos aos familiares e amigos das vítimas. Aproveitamos a ocasião para ressaltar a gravidade do conflito na Síria e os seus desdobramentos para comunidade internacional, como o aumento da atividade terrorista transnacional e a grave crise dos refugiados na Europa. Desse modo, pedimos aos Estados Unidos e à Rússia que mantenham as negociações a fim de estabelecerem um cessar-fogo mais eficiente e duradouro entre as forças da oposição síria e o governo de Bashar Al-Assad.

5) Por fim, parabenizamos o Governo Brasileiro por ter se manifestado, por meio do Ministério das Relações Exteriores, repudiando os atentados recentes. Reconhecemos também os esforços do governo brasileiro na tentativa de amenizar os efeitos da Guerra Civil Síria ao conceder refúgio a todos os sírios requerentes de asilo desde de 2012, sendo hoje o país da América Latina que mais tem recebido refugiados sírios.

Brasília- DF– Brasil, 29 de Abril de 2016.

Assinaturas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui