Soldado egípcio, único cristão de sua unidade, é encontrado morto. O Exército diz que foi suicídio; A família diz que ele estava sendo pressionado a se juntar ao Islã

0

Cristão morto_1

Os fatos são os seguintes: Bahaa Gamal Mikhail Silvanus, 23, e recruta no exército egípcio, foi encontrado morto em 24 de Junho em uma cadeira no escritório da base militar onde ele servia. Haviam dois ferimentos de bala em seu peito e um revólver aos seus pés. Mais um fato: Silvanus era um cristão, o único em sua unidade no Suez. 

O exército diz que Silvanus se matou. Sua família, amigos e pastores de sua igreja não acreditam nisso por duas razões: Primeiro, eles dizem, Bahaa Silvanus era um homem feliz com uma fé forte, um diploma universitário em música, e planos para entrar na vida monástica. Segundo: alguém que se mata com um revólver nunca atira mais de uma vez. 

O exército – e a mídia egípcia – tem falado pouco sobre a morte de Silvanus. Enquanto isso, centenas de pessoas compareceram ao seu funeral no dia 25 de Junho, na cidade natal de Silvanus, Rezkit Deir Al-Muharraq, no Assiut Governorate no Alto Egito. A família está exigindo do governo investigação da sua morte.  "Meu filho foi morto por alguém. Ele não se matou", disse seu pai, Gamal Silvanus. 

Gamal Silvanus não estava no Egito quando soube que o filho estava morto. Ele estava no Kuwait, onde trabalha. Foi seu primo, Milad Fekry, quem lhe falou a notícia. "Um oficial do serviço de inteligência nos visitou na vila", disse Fekry, "e ele estava investigando sobre Bahaa. Ele visitou a casa de Bahaa e viu seu quarto." 

O oficial olhou seus instrumentos musicais e fez perguntas: Bahaa Silvanus tinha algum inimigo? Ele havia discutido com alguém recentemente? Como estava seu estado de espírito? Fekry disse ao World Watch Monitor que a família pensou que talvez seu garoto estivesse sendo sondado para deveres musicais em algum lugar do exército, possivelmente próximo ao presidente. Eles perguntaram diretamente ao oficial: Por que todas as perguntas?" Ele não respondeu nada", disse Fekry.

Cristão morto_2

Depois naquele dia, disse Fekry, ele recebeu uma visita de um membro da administração da vila, que lhe contou que o oficial de inteligência havia deixado instruções para que a família de Bahaa Silvanus buscasse seu corpo no Cairo, no dia seguinte. O administrador não explicou como Silvanus havia morrido. 

No necrotério, no início do dia 25, um capitão do exército, que Fekry identificou como Ibrahim Mahmoud, contou à família reunida que o corpo de Silvanus havia sido descoberto às 5:30 da manhã do dia anterior. 

Mahmoud disse que foi suicídio. Ainda, de acordo com Fekry, o capitão também disse que Silvanus tinha bom relacionamento com os outros soldados do seu batalhão. No dia antes de morrer, ele tocou flauta em um ensaio para uma celebração próxima da vitória do exército egípcio sobre o israelense, em 1973. O coronel elogiou a apresentação de Silvanus, segundo o relato de Fekry do que Mahmoud disse à família. 

Silvanus obteve um diploma de educação musical da Universidade Assiut em 2014. Antes de reportar para seu ano de serviço militar obrigatório no início de 2015, ele era um cantor frequente na igreja, e cuidava dos instrumentos musicais para as três igrejas coptas da sua cidade, disse o Rev. Shenouda Samir, padre da Igreja Ortodoxa Copa Arcanjo Mikhial, em Rezkit Deir Al-Muharraq.

VIDEO: Bahaa Silvanus lidera a música em uma conferência em sua cidade natal, Rezkit Deir Al-Muharraq, na Igreja Ortodoxa Copta Mar Girgis. Também participa do vídeo o Ver Rev. Bishoy El-Kamos Loka, padre da igreja.

"Alguém que comete suícidio é uma pessoa desapontada e desesperada, mas Bahaa estava de muito bom humor", disse o Rev. Mikhial Shenouda, sacerdote senior da Igreja Arcanjo Mikhial. "Ele estava sempre sorrindo. Ele estava mantendo a palavra de Deus." Seu pai falou que o filho lhe contou que planejava encerrar as obrigações militares, trabalhar por cinco anos para ajudar a família e então juntar-se ao monastério. 

"Este era seu desejo desde a infância", disse Gamal Silvanus. "Então como pode uma pessoa que tem um bom relacionamento com Deus estar pensando em suicídio?" 

Quando os parentes olharam para o corpo de Silvanus, notaram ferimentos no topo da testa, como se tivesse sido atingido por um objeto duro, disse Fekry. Um relatório da autópsia é esperado dentro de um mês, ele disse. 

Nenhuma evidência ainda emergiu que demonstre conclusivamente que Silvanus foi morto simplesmente pelo fato de ser cristão. Mas um amigo seu, em Rezkit Deir Al-Muharraq, que pediu para não ser identificado, disse que Silvanus lhe confidenciou que era regularmente pressionado por outros soldados de sua unidade. 

Um mês atrás, o amigo disse, "ele disse que a perseguição dos recrutas mulçumanos fanáticos do batalhão contra ele tinha aumentado nos últimos dias, e eles o ameaçavam de morte, que eles o matariam se não se convertesse ao Islã."

Cristão morto_3

Rev. Samir, da Igreja Ortodoxa Arcanjo Mikhial, falou ao World Watch Monitor que Silvanus, durante uma visita a sua casa, o havia descrito os aborrecimentos que os outros soldados lhe causavam por causa de sua religião. "Eu estava lhe encorajando e falava que ele já havia cumprido a metade do tempo de serviço militar, e que ele terminaria o resto do período em breve.", disse Samir. "Eu o estava aconselhando a lidar com eles de uma forma sábia." 

Então, em 14 de Junho, disse Samir, ele e outros dois padres em Rezkit Deir Al-Muharraq receberam uma mensagem de texto de Silvanus "nos pedindo seriamente para orar por ele". Pouco mais de uma semana depois, em 22 de Junho, ele ligou para sua mãe e pediu orações para ela também, disse seu pai ao World Watch Monitor. 

O funeral, realizado na Igreja Ortodoxa Copta Arcanjo Mikhial, poucas horas depois da família ter recebido o corpo no Cairo, estava cheio de pessoas enlutadas. O amigo de Silvanus estava entre eles. "Nós perdemos um espírito doce e um amigo amado.", disse ele.

________________________

Fonte: World Watch Monitor

Tradução: Gustavo Buriti | ANAJURE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui