VI Congresso Internacional Pró-vida é realizado no Equador

0

O objetivo do evento foi trazer informações e alertas acerca da ameaça mundial que a família e o matrimônio entre homem e mulher, além do direito à vida, sofrem mundialmente na atualidade.

1470190_354766561327270_59378339_n

Com o tema Nos mueve la vida!' e defendendo que a vida começa na fecundação, o VI Congresso Internacional Pró-vida foi realizado no Equador, no último fim de semana, reunindo representantes da sociedade civil, instituições pró-vida, jornalistas, profissionais de saúde, juristas cristãos, e líderes de 22 países da América e Europa. 

Com bases em documentos elaborados com alto rigor de investigação, os palestrantes do congresso ressaltaram que existe uma falsa linguagem de proteção aos direitos humanos por parte de algumas instituições criadas puramente com interesses de romper a estrutura tradicional da família e da sociedade, confrontando até mesmo o Direito à vida. Por conta disto, encontros como este ocorrem para mostrar e defender a verdade 'não dita' por tais instituições.

Um dos preletores evento, o Dr. Elard Koch, renomado epidemiologista e especialista em biologia molecular chileno afirmou: "A relação entre saúde maternal e aborto tem sido fortemente ideologizada. É necessário legalizar o aborto para melhorar a saúde materna? Os principais fatores ou causas que envolvem a questão dizem que não!". O Dr. Koch informou que a realização do aborto aumenta consideravelmente o risco de morte para a gestante.

Apontando para necessidade de políticas de apoio à mãe como alternativa para a não realização do aborto, o Dr. Jokin de Irala, que é professor de medicina preventiva e saúde pública, disse: "A estratégia pró-vida precisa estar na mente da mulher grávida a fazer estratégias mais eficazes. Ela precisa ser a favor da mãe e da criança".

Com encerramento realizado ontem (10), mais informações e vídeos sobre o evento já podem ser acessados neste link.

_____________________________

Por: ANAJURE l Wanda Galvão – Jornalista e Secretária Administrativa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui