Doze mortos nos ataques de natal às igrejas no Norte da Nigéria

0

nigeriaSeis pessoas foram mortas e duas feridas quando um homem armado invadiu o culto de uma igreja, na manhã de natal, num povoado do estado de Yobe. Seis outros foram mortos em um ataque violento a uma celebração religiosa na véspera do Natal, no estado de Borno.

De acordo com as informações locais, assassinos suspeitos de serem membros da milícia extremista islâmica Boko Haram invadiram a vila Firi, situada a aproximadamente 2 kilômetros ao norte da cidade de Potiskum, durante às primeiras horas do dia de natal. Eles começaram a atacar um culto que acontecia à meia-noite, realizada na Chuch of Christ of Nations (COCIN), onde seis pessoas foram mortas, incluindo o pastor da igreja.

Enquanto o ataque estava acontecendo, residentes, muitos dos quais se esconderam nos arbustos, enviaram mensagens de texto informando que suas casas estavam sendo incendiadas e as autoridades policiais ainda não haviam chegado ao local. De acordo com os relatos recebidos pela Christina Solidarity Worldwide (CSW), vinte lares e a igreja da COCIN foram subsequentemente ruídas ao chão.

Agências jornalísticas locais afirmaram que vizinho ao estado de Bonro, homens armados atacaram o culto da véspera de Natal da Primeira Igreja Batista da capital Maiduguri, matando seis pessoas, inclusive um diácono.

Desde dezembro de 2010, mais de 45 cristãos em cinco estados do norte tem morrido em conseqüência dos ataques às reuniões natalinas, pelo Boko Haram. Se estes últimos atentados tiverem a autoria assumida por este grupo, seria o terceiro ano consecutivo de investidas fatais pelo Boko Haram nas celebrações cristãs de Natal e aumentando a estatística de mortalidade para mais de 55 pessoas.

Na sua mensagem de natal, Pope Benedict falou de esperança na paz e orou, dentre outras coisas, pelo retorno dos “acordos de paz da Nigéria, onde selvagens ataques terroristas continuam a fazer vítimas, particularmente entre os cristãos”.

Mervyn Thomas, diretor executivo da CSW disse “A coragem e a dedicação dos cristãos em Yobe, Borno e em outros estados do norte e centro, os quais continuam a celebrar a sua fé, apesar do grande e real medo da violência, é tanto inspirador, quanto constrangedor. Pelo terceiro ano seguido, nós temos sido testemunhas destes ataques covardes a pessoas inocentes que estavam meramente expressando sua fé em uma data significante para o calendário cristão, uma data que simboliza paz e reconciliação. Nossos pensamentos e orações estão com os familiares que perderam seus queridos nestes ataques brutais e com nossa ‘organização irmã’ na Nigéria, nós continuaremos orando, esperançosos e trabalhando pela paz e reconciliação nesta nação.”

Para demais informações, por favor contate Matthew Jones, Advogado Sênior da Christian Solidarity Worldwide pelo e-mail matthewjones@csw.org.uk.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui