Dra. Damares Alves é homenageada no lançamento da ANAJURE

0

DSC04379

 

 

 

 

 

 

 

 

Atualizada em 30/04/2013 às 20h20

A advogada é membro da ANAJURE e notabilizou-se por sua incansável luta em favor dos indígenas em situação de risco

 

A advogada e membro da Associação Nacional dos Juristas Evangélicos (ANAJURE), Dra. Damares Alves, foi homenageada na ocasião do lançamento da entidade na Câmara dos Deputados, em Brasília, no dia 29 de novembro.

Damares recebeu uma placa honorífica em razão de sua incansável luta pelos indígenas em situação de risco, além dos mais de 20 anos de atuação em favor de causas cristãs e do direito à vida e da família. “Me sinto honrada por esse reconhecimento. Continuarei na luta pelo direito à vida em minha atuação na ANAJURE, que creio, terá grande relevância na defesa das Liberdades Civis Fundamentais”, disse Damares, na ocasião da homenagem. Sua luta é tão intensa e destacada que no mesmo dia de lançamento da ANAJURE e homenagem a ela, teve que deixar as reuniões e cerimônia do lançamento institucional para participar de uma urgente e importante Audiênca Pública sobre o suicídio coletivo de indígenas. Por isso mesmo, só nesta semana, a nossa querida Dra. Damares pode receber a merecida homenagem, desta feita, recebendo a placa da mãos do Pr. Elias Castlho, Secretário Executivo da Frente Parlamentar Evangélica.

 

Causa indígena

Ao final do anos 1990, a Dra. Damares chamou a atenção para a questão do infanticídio nas aldeias indígenas junto ao Congresso Nacional. Passou, assim, a ser conhecida por intermediar o resgate de crianças que seriam mortas por motivos diversos, como deficiênica, crianças gêmeas, filhos de mães solteiras, mulheres primogênitas.

Foi responsável pela redação da lei Lei Muwaji, que visa proteger crianças indígenas rejeitadas por tribos e que correm risco de sofrer infanticídio. O nome da lei é uma homenagem a uma índia Suruwahá, que abandonou seu povo para salvar a filha deficiente, com paralisia cerebral.

Membro da Igreja do Evangelho Quadrangular, ela atualmente exerce as funções de Assessora Parlamentar no Congresso Nacional, Assessora Jurídica da Frente Parlamentar Evangélica e Secretária Nacional do Movimento Brasil Sem Aborto. É também assessora jurídica  da Frente Parlamentar da Família e Apoio a Vida, liderada pelo senador Magno Malta e co-fundadora do movimento  ATINI – Voz Pela Vida, que exerce uma importante luta no combate à violência contra crianças indígenas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui