ANAJURE informa que os Bispos sírios foram libertados (Nota da ANAJURE – Atualização)

0

ATENÇÃO: Click aqui e veja a notícia atualizada em 26/04 às 18 horas

 
_______________________________________________________

NOTA DA ANAJURE (24/04/2013, às 23:00):

A Agencia Reuters divulgou na tarde desta quarta-feira (24/04) que a informação de que os bispos ortodoxos haviam sido libertados não foi confirmada pela Arquidiocese Ortodoxa Siríaca de Aleppo e pelo Patriarcado Greco-Ortodoxo de Damasco (confira aqui). A ANAJURE entrou em contato com os seus aliados internacionais, em especial a CSW – Christian Solidarity Worldwide da Inglaterra, mas até o presente momento não obteve respostas da confirmação de que realmente os bispos ainda estejam presos. Nos comunicados oficiais da CSW ainda consta a informação da libertação (confira aqui) Seja como for, o presidente da ANAJURE, Dr. Uziel Santana, pede que a Igreja evangélica brasileira continue a orar pelos bispos e pela situação dos cristãos e demais minorias na Siria.

 

A ANAJURE foi informada por seus aliados internacionais que os bispos sírios sequestrados ontem foram libertados nesta terça feira. Veja os detalhes abaixo.

gregos

A ANAJURE recebeu há pouco a confirmação de que os Bispos sírios acabaram de ser libertados. “Louvamos a Deus pela pronta resposta da oração da sua Igreja”, disse o presidente da ANAJURE, Dr. Uziel Santana. No mesmo sentido, a CSW em comunicado oficial em seu site noticiou: “A CSW tem a alegria de informar que o arcebispo Ibrahim e o arcebispo Yazigi, sequestrados ontem por homens armados que mataram seu motorista, foram libertados. Ainda não está claro quem foram seus sequestradores. No entanto, a liberação deles é um testemunho do poder da oração. A súplica de um justo pode muito. (Tiago 5:16) A CSW agradece pela orações!

Assim também, a agência independente grega Enetenglish noticiou há pouco que o Bispo Tony Yazigi afirmou em comunicado oficial que os sacerdotes sequestrados, o Bispo Boulos Yazigi, da Igreja Ortodoxa Grega, e o Bispo John Ibrahim, da Igreja Ortodoxa Síria, foram liberados nesta terça-feira e chegaram em segurança na cidade de Aleppo.

Os dois estão no seu caminho para o patriarcado em Aleppo,” afirmou Yazigi disse à agência Reuters na capital Damasco.

Ele acrescentou que os dois bispos foram sequestrados por rebeldes armados na segunda-feira perto da aldeia de Kfar Dael, e seu motorista foi morto pelos sequestradores. Ainda não foi confirmada a autoria dos sequestros, mas há indícios de que sejam membros do Jihad da Chechenia.

O governo grego havia divulgado que os dois bispos tinham sido sequestrados “por um grupo terrorista” na aldeia de Kfar Dael e que eles estavam “realizando um trabalho humanitário“, de acordo com a agência oficial da Síria.

Um membro da oposição síria “Coalizão Nacional”, Abdulahad Steifo, disse que os homens tinham sido sequestrados na estrada para Aleppo, atualmente controlada pelos rebeldes Bab al Hawa.

Em Atenas, o Ministério das Relações Exteriores criou uma equipe de gerenciamento de crise para trabalhar em favor da libertação dos clérigos. O ministro das Relações Exteriores Dimitris Avramopoulos, que estava em Bruxelas para uma reunião da Otan, manifestou o apoio do governo grego ao patriarca de Antioquia, João X, que lidera a igreja ortodoxa grega na Síria.

Avramopoulos afirmou: “vamos conversar sobre isso (o sequestro). E não apenas sobre esse fato. A comunidade internacional deve trabalhar em conjunto a fim de colocar um ponto final ao drama do povo sírio”, disse o ministro.

Ele requisitou a ajuda do Serviço Europeu para Ações Externas, grupo que coordena a política externa da UE, para garantir a libertação dos bispos. Foi solicitado também o apoio do novo líder interino da Coalizão Nacional Síria, George Sabra.

Na Síria, os cristãos representam menos de 10% da população em um universo de 23 milhões de pessoas. Assim como outras minorias religiosas, eles têm sido ameaçados por grupos ligados à maioria sunita muçulmana que faz forte oposição contra o presidente Assad.

Em janeiro, Yazigi disse que os levantes conhecidos como “Primavera Árabe” não deveriam comprometer séculos de diversidade religiosa no Oriente Médio.

O que é a primavera, sem a diversidade e a riqueza das cores, em comparação com a neblina… Do inverno? Diversidade é riqueza, enquanto a uniformidade monocromática é uma bomba-relógio que aniquila a quem pertence “, disse ele.

Veja também: SÍRIA: Grupo armado sequestra dois Bispos

___________________________________
Leia também:
ALIANÇA GLOBAL EXPRESSA PREOCUPAÇÃO COM A CRISE NA SÍRIA

Religious Liberty Partnership lança Declaração sobre a Síria e faz convocação para Dia Internacional de Oração. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui