Autoridades vietnamitas auxiliam famílias cristãs despejadas em reassentamento

0

vietnam-bandeiraDe acordo com a Christian Solidarity Worldwide (CSW), cinco famílias cristãs de minoria étnica, vindas das Terras Altas Centrais do Vietnã, que haviam sido forçadamente despejadas de suas casas este ano, conseguiram se realocar com a ajuda das autoridades Vietnamitas.

As famílias se converteram ao Cristianismo no início de 2012. Em Janeiro de 2013 agressores desconhecidos começaram a atacar propriedades das famílias. Durantes os três meses seguintes os agressores danificaram prédios e terrenos agrícolas, destruíram plantações e rebanhos, bem como agrediram fisicamente diversos membros das famílias. Fontes próximas às vítimas disseram que o objetivo destes ataques era pressioná-las a abandonar a fé. Finalmente, as famílias foram forçadas a escapar para as florestas.

Os cristãos enviaram diversas petições às autoridades durante o período dos ataques, mas não receberam resposta. Depois de fugirem, o caso foi exposto por advogados locais e nacionais, incluindo um líder cristão protestante que foi recebido em reunião por vários oficiais a nível local e distrital. As autoridades perceberam que não poderiam garantir a segurança das famílias se elas retornassem a seus próprios povoados, mas encontraram terras para as famílias em povoados diferentes no mesmo distrito. Eles também providenciaram suporte para o reassentamento, prometeram uma compensação e permitiram que o líder Protestante Cristão os visitasse livremente. 

Se esse resultado estabelecer um precedente, isso poderia evitar violações contra novos convertidos, assim como enviar uma mensagem a possíveis agressores de que a liberdade de religião e crença é um direito garantido no Vietnã.

Anteriormente neste mês, a CSW recebeu relatórios de famílias de minoria étnica no noroeste, que foram intimadas para interrogatório pela polícia por três vezes desde a sua conversão ao Cristianismo Protestante em março de 2013. Em uma ocasião, marido e mulher foram chamados para interrogatório juntos e sentiram-se severamente pressionados a deixar a religião e a negar sua fé. Quando se recusaram a fazê-lo foram espancados pelos policiais. A mulher, particularmente, foi agredida com maior severidade. Ela declarou que foi espancada no rosto e na cabeça por mais de dez vezes. As pancadas em seu rosto tiraram sangue. Chegado este ponto, os policias a liberaram e a mandarem para casa.

O Diretor Executivo do CSW, Mervyn Thomas, disse: “Recebemos com carinho os esforços das autoridades Vietnamitas em realocar essas famílias cristãs e a sua preocupação com a segurança e bem estar deles. Ao mesmo tempo, invocamos o governo a tomar providências, a processar membros do Estado, ou não, que tenham violado os direitos das minorias religiosas ou que tenham discriminado famílias e indivíduos com base em suas crenças religiosas. Sinceramente, esperamos que a decisão das autoridades em ouvir e trabalhar com as vítimas nesse caso estabeleça um precedente para o tratamento de vítimas de violações a liberdade de religião”.

_______________
Fonte: Christian Solidarity Worldwide
Tradução: Walkíria de Moraes

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui