IRAQUE – Cristãos são obrigados a fugir de Mossul

0

BANDEIRA DO IRAQUE

Os cristãos no Iraque, especialmente da cidade de Mossul, continuam enfrentando grandes dificuldades. Eles têm novo pedido de oração para o seu país neste momento de turbulência e sofrimento.

Na semana passada, o grupo militante que está no controle na cidade de Mossul, o "Estado Islâmico" (IS, anteriormente conhecido como ISIS) convocou os líderes cristãos para uma reunião no dia 17 de julho para notificá-los das regras islâmicas a serem aplicadas aos não-Muçulmanos.

Os líderes cristãos não compareceram a esta reunião. Consequentemente, foi anunciado que os cristãos ainda no local teriam de deixar a cidade ou seriam executados. Eles foram obrigados a deixar todos os bens que tinham e sair. O ultimato foi inicialmente marcado para o meio-dia da sexta, dia 18 de julho, depois estendido por mais 24 horas.

Acredita-se que a maioria das famílias cristãs já fugiram de Mosul, muitos para áreas do Norte do Iraque sob controle curdo. Os relatórios sugerem que algumas famílias que fugiam foram paradas por militantes em postos de controle onde tiveram seus pertences confiscados, incluindo dinheiro, jóias e telefones celulares.

Também no início da semana, as casas pertencentes a membros de comunidades minoritárias foram marcadas pelo IS como "propriedade do Estado Islâmico", inclusive casas habitadas. As casas de cristãos foram marcados com a letra 'N' (= Nazireu). 

Os cristãos iraquianos nos exortam a orar, pedindo que:

* Os cristãos no Iraque e, especialmente da área de Mossul, conheçam a paz de Jesus, tenham a orientação do Espírito e a proteção do Pai;

* As famílias deslocadas encontrem igrejas e que a assistência humanitária atinja todos os necessitados;

* A paz seja restaurada e que os deslocados, incluindo os cristãos, sejam capaz de retornar às suas cidades; e,

* Uma solução política pacífica e permanente seja brevemente encontrada permitindo que todos os iraquianos possam viver em segurança e prosperidade.

____________________
FONTE: Midle East Concern

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui