CSW ira depor no Comitê sobre Perseguição Mundial de Cristãos do Congresso Americano

0

csw siteA Christian Solidarity Worldwide (CSW) irá prestar depoimento no Subcomitê sobre África, Saúde Global, Direitos Humanos Globais e Organizações Internacionais do Congresso Americano sobre perseguição a Cristãos no leste da Ásia e África hoje.

A Dra. Khataza Gondwe, líder da equipe da CSW para África e Oriente Médio, e Benedict Rogers, líder da equipe da CSW do leste asiático, se juntarão ao Sr. Jorge Lee Galindo, diretor da Impulso 18, uma organização não-governamental dedicada a promoção e defesa da liberdade de religião e crença no México e uma das organizações parceiras da CSW, para prestar depoimentos na audiência pública, intitulada “A Perseguição de Cristãos como um Fenômeno Mundial”.

Jorge Lee Galindo enfatizará as violações à liberdade religiosa na América Latina, em particular no México, Cuba e Colômbia. Em ambos, México e Colômbia, um sistema legal paralelo para as comunidades indígenas, o qual permite a promoção de direitos culturais coletivos em detrimento de direitos individuais, tem levado a severas violações à liberdade religiosa. Somado a isso, redes criminosas ameaçam ou raptam sacerdotes que se recusam a cooperar com as atividades criminosas.

Benedict Rogers disse: "Esta é uma oportunidade muito valiosa para expor a intolerância religiosa, o fechamento de igrejas e aumento da agressão e violência contra Cristãos na Indonésia, adiantando ao lançamento do novo relatório da CSW – Indonésia: Pluralismo em Perigo – no último mês. É também uma oportunidade de chamar atenção acerca da violação à liberdade de religião e crença na Birmânia (Mianmar), particularmente afetando Cristãos nos Estados Étnicos de Chin e Kachin. Eu também pretendo demonstrar os abusos contínuos no Vietnã". 

O depoimento da Dra. Khataza Gondwe expressará a tendência de hostilidade, agressão, repressão, restrição e violência experimentadas por Cristãos por conta de sua fé na África Subsaariana, com referência a uma série de países, incluindo Eritreia e Tanzânia. Ela identificará as duas razões principais disso: ideologia militante Islâmica e insurgências que tiraram vantagem de problemas locais preexistentes, fraca aplicação das regras legais, ou poderosas lacunas causadas por falhas crônicas nas estruturas dos estado; e os regimes autoritários, os quais governam com ideologias políticas e dogmas religiosos que incluem hostilidade ao pluralismo de qualquer forma. 

__________________________
FONTE: CSW
TRADUÇÃO: Tércyo Dutra l ANAJURE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui