EGITO – CSW pede a governo interino que garanta justiça às vítimas de Maspero

0

EGITO

Uma vez que comunidades Coptas Ortodoxas ao redor do mundo comemoraram no dia 9 o segundo aniversário do que ficou conhecido como Massacre Maspero, a Christian Solidarity Worldwide (CSW) está pedindo que o governo interino do Egito garanta justiça às vítimas.

Ao menos 27 pessoas morreram e 300 ficaram feridas quando uma marcha pacífica composta de Coptas e Muçulmanos foi atacada por forças de segurança em 9 de outubro de 2011. A multidão tinha marchado até às sedes da Rádio Egípcia e da Televisão União, em Maspero, para protestar contra a destruição de uma igreja em Aswan e para pedir por direitos iguais para a comunidade Copta. Quando os protestantes chegaram aos edifícios de Maspero foram cercados por oficiais de segurança, atacados com pedras e munição, e veículos armados foram direcionados a eles, matando vários. Uma vez que a violência continuou, a TV estatal culpou os protestantes de iniciar os ataques, afirmando que as primeiras mortes foram daqueles que compunham as forças de segurança, e pediram que a comunidade circunvizinha se levantasse para “defender” as forças armadas.

As famílias das vítimas de Maspero continuam esperando por justiça, prisão e julgamento daqueles que incitaram e justificaram a violência. Em dois anos desde Maspero, apenas três soldados rasos foram processados e sentenciados com penas entre dois e três anos, com uma acusação menor de homicídio de 14 das 27 vítimas. Enquanto isso, vários civis foram presos injustamente em relação a estes acontecimentos, incluindo blogueiros e ativistas proeminentes, mas que depois foram liberados.

Uma coalizão informal de grupos políticos tem convocado para um protesto silencioso em frente aos edifícios de Maspero, enquanto também reiteram as demandas da Revolução de 25 de janeiro, incluindo o direito a liberdade de religião e crença, e a necessidade de uma lei unificada para o comando da construção e do reparo de casas de culto.

O Diretor Executivo da CSW, Mervyn Thomas, disse: “No segundo aniversário do Massacre de Maspero, a CSW mais uma vez oferece condolências àqueles que perderam seus entes queridos e ainda esperam por justiça. Este ataque particular a uma multidão pacífica de homens, mulheres e crianças Cristãos e Muçulmanos permanece emblemático numa cultura de incitação e impunidade que vem desde longo tempo, tanto permitida quanto facilitada pelo poder estatal. Reciprocamente, a composição do protesto é simbólica do espírito da Revolução de 2011, e o povo Egípcio deve ser elogiado por seu esforço contínuo pela reconciliação e unidade. A CSW pede ao governo interino para se distinguir de seus predecessores pela garantia da justiça para as vítimas, aprovando uma lei unificada para casas de culto, e concedendo igualdade de cidadania a todos”.  

___________
FONTE: CSW
TRADUÇÃO: JORGE ALBERTO 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui